Olá Divas, eu espero que esteja tudo bem com vocês!!! Há algum tempo atrás, eu fiz um post em inglês sobre como foi o meus últimos 10 anos profissionalmente, e eu decidi fazer um novo post só que agora em português e mais completo.

Eu não sei vocês, mas eu sou uma pessoa que sempre fica voltando para o passado, o que não é algo saudável, mas é porque eu sinto muita culpa por todos os erros que eu cometi e que de alguma forma me fizeram estar no momento que eu estou hoje. Eu sei que ninguém tem uma vida perfeita. E eu sei que eu preciso deixar esse passado ir embora para poder receber novas coisas em minha vida.

Mas, eu gosto de refletir sobre os meus arrependimentos para perceber comportamentos que eu tenho que me impedem de viver a vida que eu gostaria de ter.

2006: (16-17 anos)  Tinha acabado de terminar a escola, estava bem perdida, nessa época eu adorava ficar navegando na internet, colecionando um milhão de images. Primeiro arrependimento: E eu deveria ter começado um blog nesse tempo.

2007: (17-18 anos) Eu queria ser médica e comecei um cursinho intensive para isso. Eu estudei bastante, e adquiri muito conhecimento sobre a vida. No final do ano acabei entrando emu ma faculdade de medicina, mas eu tive medo de ir.  Mas eu não me arrependo de não ter ido.

2008: (18-19anos) Outro ano de cursinho. Eu aprendi ainda muito mais e decidi prestar comunicação, eu queria jornalismo, mas fiquei com medo de não passar. Aí prestei Editoração na USP e Jornalismo na PUC. Passei nas duas. Segundo arrependimento: Eu deveria ter estudado jornalismo também.

2009: (19-20 anos) Primeiro ano de universidade, eu não sabia nada da vida e estava completamente perdida. Eu não soube lidar com independência de uma universidade pública. Eu comecei um curso de espanhol, mas não levei a sério. Eu também tive minha primeira experiência de trabalho, que foi escrever!!!!!! Para um site da comunidade espanhola no Brasil. O dono do site era bem desorganizado, mas o trabalho era bem simples, fazer o que hoje eu sei fazer tão bem. Mas como eu era burrinha. Poderia ter sido o meu primeiro trabalho freelancer. Terceiro arrependimento: Eu deveria ter estudado espanhol direito. Quarto arrependimento: Eu deveria ter começado a escrever de verdade.

2010: (20-21 anos) Segundo ano de faculdade, eu passei por uma decepção amorosa e estava cansada de perder tempo. Em agosto desse ano eu consegui um estágio, meu primeiro trabalho de verdade, foi em uma editora na área de saúde.  Eu tinha que pegar estrada para chegar lá, mas aprendi bastante coisa. Nessa época eu também estava visitando muitos blogs.

2011: (21-22 anos)  Terceiro ano de faculdade, eu estava tentando ser mais madura, mas a minha vida amorosa ainda interfiria na minha profissional. Eu senti que precisava de uma mudança de verdade. No começo desse ano, eu arrumei um outro emprego, o qual eu gostei bastante, que era trabalhar com autopublicação de autores. Era muito legal, pois eles tinha um processo bem definido, e era disso que eu gostava, além de ter um monte de coisa impressa. Eu também comecei o meu blog, Tara-vivendo.blogspot.com.br e tentei publicar 3 livros na universidade para um matéria. No final, tive uma briga horrível com um dos autores, e não consegui terminar os 2 outros livros, mas deixei bem encaminhados. Eu ainda não tinha organização suficiente para lidar com eles, não tinha também muita experiência. Mas nessa época também que aprendi a mexer com Indesign. Quinto arrependimento: Não ter dado conta de publicar os dois livros, e não ter dados mais suporte para as autoras, eu tenho vontade de escrever para elas e pedir desculpas.

2012: (22-23 anos) Eu me mudei para Toronto para me reinventar. E aí, eu comecei a escrever freelancer. Eu não sei como essa ideia surgiu, mas eu mandei emails para todo mundo que trabalhava com mídia brasileira lá em Toronto, depois comecei a mandar para sites femininos brasileiros também. E foi assim que em 15 dias morando lá, eu tive um artigo publicado. Mas, eu não mantive o meu blog, perdi o meu foco. Eu ainda não entendia de design e nada dessas coisa, mas consegui também 3 oportunidades de trabalho, uma como assistente de uma brasileira que fazia um grande evento, outra como monitora da escola que estudava e por fim com assistente de Marketing no Woori Education. Nessa época tive chance de fazer alguns cursos na área de marketing. Sexto arrependimento: Ter abandonado o blog. Sétimo arrependimento: não ter feito mais cursos.

2013:(23-24 anos) Esse foi uma ano difícil, depois de passar uma experiência pessoal difícil e me sentir estagnada em Toronto era hora de voltar para casa. Eu decidi então, voltar para São Paulo e ser forte, não foi fácil. Voltei para a universidade, comecei a dar aulas de inglês. Também consegui 2 estágios em comunicação, um em uma e-commerce e outro na reitoria da USP, os dois foram experiências meio ruins. E nessa época também consegui um outro estágio em uma empresa de arquitetura, lá eu escrevia e fazia traduções. Essas 4 experiências foram boas, mas nesse ano não foquei em nenhum projeto pessoal.

2014:(24-25anos) Esse foi um outro ano importante em minha vida, eu estava no meu ano final da universidade. Eu tinha que recuperar o tempo perdido em um ano. Eu fiz 10 matérias, 40 créditos no primeiro semestre e o TCC no segundo semestre. Nesse começo de ano eu comecei oficialmente a escrever freelancer, eu consegui escrever para uma outra e-commerce, mantinha um site para um outro cliente, e consegui trabalhar também em um outro site. Ou seja, eu tinha 3 clientes. Mas… eu não consegui dar conta de tudo. Fiz um curto estágio, o qual foi uma experiência bem burra. Oitavo arrependimento: Não ter conseguido manter meus clientes freelancers. Nono arrependimento: não ter feito do meu TCC um livro.

2015: (25-26anos) Eu estava muito perdida nesse ano. Eu tinha conseguido várias coisas mais não sabia mais o que fazer da minha vida. Eu tinha me formado e sentia uma enorme pressão de fazer algo de minha vida. Eu estava trabalhando em outra editora com assistente de marketing, mas sentia que a editora era muito confusa, eu não sabia direito o que tinha que fazer. Nesse ano, tentei retomar o blog, mas nada a sério. Depois no meio do ano eu acabei indo viajar com o me namorado, hoje marido, Osvaldo. E quando voltei comecei a escrever freelancer para uma empresa de textos, o que me ajudou, além disso, eu estava tentando escrever para sites. O que eu consegui, mas ainda não tinha levado a sério que aquilo era a minha vida. No final do ano, eu comecei a me organizar para lançar o TARA VIVENDO reformulado. Décimo arrependimento: Não ter conseguido manter meus clientes freelancers NOVAMENTE.

2016: (26-27anos): Eu comecei o ano com força total para tocar o blog, além disso, fiz um portfólio em forma de revista e alguns e-books gratuitos para o blog. Outra coisa foi ter lançado o meu primeiro livro Divando aos 25 anos, o qual tive a ideia em 2012, e ter escrito o meu livro Divas, o qual comecei a escrever em 2015. Eu também trabalhei para um empresa de Marketing Digital, o que me ensinou muita coisa. Último arrependimento: Não ter gravado tantos vídeos e não ter divulgado o blog e o livro.

2017: (26-27anos): Finalmente esse ano, o qual eu ainda não consegui realizar muitas coisas. Eu quero publicar o Divas, ter alguns trabalhos freelas e ter mais um livro publicado. Outra coisa seria conseguir uma coluna em revista.

Tanto sonhos!!!!!!!!!!

Bem Divas, eu espero que vocês tenham gostado desse post! Deixem comentários sobre o que vocês acharam dele!!! Vou ficar esperando!!!! Além disso, compartilhem esse post para que outras Divas possam ver!!!

Um beijo grande para todas as DIVAS desse Brasil,

Tara <3

ps.Se inscreva e receba os posts na sua caixa de e-mail, você não vai perder a chance de descobrir a DIVA que mora dentro de você.